lagartos

Estou apaixonado pela Rosario Perez Cabaña

Traduzi um pequeno poema seu:


Eu: assim começa o poema
Eu vi ontem, sem ir muito longe, um lagarto feliz.
Claro, afirmar que vi um lagarto
e que esse lagarto é feliz são afirmações que,
apesar da sua coerência, parecem
impróprias de mim.
Tudo pode explicar-se razoavelmente
se tomarmos por indubitável a primeira
afirmação, a primeira certeza:
certamente, ontem vi um lagarto.
Com alguma indulgência, ante mim,
ante o lagarto,
alguém podia crer sem qualquer ciência
na existência de lagartos felizes,
e quanto a isso, não custa nada convencer-se
de que um de nós é o lagarto feliz que vi ontem
dentro da relva,
desde a margem,
sobre o telhado.
Pena que ontem não tive tempo
de sair desta casa sem janelas.


(tradução: Tiago Nené)

3 comentários:

Fernando Dinis disse...

guapíssima

Texto-Al disse...

heheh

pq achas q me apaixonei?

:P

TN

Rosario disse...

Muchas gracias por la traducción (y por los elogios)
Espero que volvamos a vernos pronto.
Rosario