V



Nos teus dedos nasceram horizontes
e aves verdes vieram desvairadas
beber neles julgando fontes.

(Eugénio de Andrade)

1 comentário:

van disse...

muito giro. o título faz lembrar as aves dos desenhos de há muitos anos!