repórter estrábico

"na literatura interessa-me apenas ler e escrever"


eu, tiago nené, ontem, na barraca do sulscrito, na feira do livro de faro, com mapa de manuel a. domingos debaixo do braço.

9 comentários:

van disse...

nem mais! e o resto é conversa! :D o que interessa é a arte em si, o prazer de ler e de escrever.

canels disse...

sim, para mim é um prazer!

o resto vem se tiver de vir!

Anónimo disse...

abençoados sejam por cristo, assim na terra como no céu.

a vós o reino de deus.

[caruncho]

Anónimo disse...

sim "apenas ler e escrever", é o mais confortável. Ficar como quando se começa, sem pensar, confrontar e criticar.
Um anjinho ermético, tipo um daqueles bichinhos dos livros, que tanto come um livro de culinária como o Cantico do Canticos.

canels disse...

concordo com o que disse este senhor em ultimo lugar....

mas "hermético" está mal escrito.

se calhar o senhor em vez de andar aí...devia era estudar portugues:)

lucy disse...

realmente, um "poeta" a dar erros ortograficos desses:P

vá lá que é só fachada.

se fosse a serio era diferente:)

Anónimo disse...

"em vez de andar aí?"

quem dá erros não pode andar?

Não sou poeta, mas se ser poeta é não dar erros ortográficos... então, é só estudar um bocadinho e qualquer um é poeta.

Texto-Al disse...

nao sei como chegas a essa conclusao...:P

Anónimo disse...

"Depois disto olhei: havia uma nuvem branca, e sobre a nuvem Alguém estava sentado. Parecia um Filho de Homem. Tinha na cabeça uma coroa de ouro, e nas mãos uma foice afiada. Nesse momento, outro anjo saiu do Templo, gritando em voz alta para Aquele que estava sentado na nuvem: «Lança a tua foice e ceifa. Chegou a hora da colheita, pois a seara da Terra está madura»."

Livro do Apocalipse (14, 14-15)