Cocktail Bukowski - um poema de Tiago Nené

.

Naquele dia

Vestira o meu corpo

Sem a alma,

Vestira o meu corpo

Sem a alegria,

Lavei os dentes

E esqueci do sorriso no lavatório,

Lavei as mãos

E deixei o tacto na toalha;

Nesse dia

Após o trabalho fui dormir,

Deitei o corpo

E reecontrei a alma.

No dia seguinte

Vesti a alma

E deixei metade do corpo esquecido

E a memória no secador de cabelo...

E algo inesquecível de que não me lembro aconteceu:

Porque hoje tenho a alma mutilada

E nem o corpo tenho.

.

.

Tiago Nené

in Revista Big Ode #5

3 comentários:

jopeman disse...

Gostei bastante

van disse...

agitei o cocktail! :P

A. disse...

Gosto muito deste poema ;)