Marcas

Ensinaste-me aquilo que mais amo na vida.
Devo-te isso.
Devo-te a primeira palavra a beijar suavemente o papel,
O primeiro verbo a fazer cócegas na barriga da vida,
O primeiro sorriso e o primeiro verbo em que pude ser eu.
Devo-te todas as coisas que me chegaram ao coração sem destino nem destinatário.
Devo-te um sorriso. Um dia repleto de sorrisos.

Isa Mestre

3 comentários:

Nydia Bonetti disse...

coisa mais bonita...

Papagaio Mudo disse...

como deve ser bomser merecerdor desse dia.
salve a poesia.

abs,


Gus

Pedro Rodrigues disse...

Muito lindo mesmo isa