Longa se torna a espera - Projectos e Agenda














De parto difícil, parece que Polishop (ed. Punta Umbría, Colecção Palavra Ibérica, ed. bilingue com tradução de Santiago Aguaded Landero e prefácio de José Carlos Barros), o meu novíssimo livro de poesia, sairá no próximo mês. Ao mesmo tempo, e na mesma colecção, sairá a obra vencedora do Prémio Internacional Palavra Ibérica, Decantação, da mexicana Aida Monteón, com tradução minha. Por falar em traduções, ultimei mais dois livros, de Rafael Delgado e Carmen Camacho, para saírem brevemente, assim como uma antologia poética de Porto Rico, a sair mais tarde. No final do mês, partirei para as Correntes D'Escritas com a difícil missão de representar o Algarve, e no início de Abril (dias 5, 6 e 7) darei um Breve Curso de Escrita Criativa na Biblioteca Ramos Rosa, aberto ao público mediante inscrição (inscrições limitadas a 15 participantes). 

Voltando ao meu livro, estão previstas apresentações em Espanha (Punta Umbría, no EDITA), Faro (Pátio de Letras - a confirmar) e Lisboa (Trama - a confirmar). Entretanto, talvez o Texto-al apresente alguma surpresas.

Tiago Nené

4 comentários:

Miguel M. disse...

aguardo com grande expectativa esse Polishop.

EDUARDO POISL disse...

"... E de novo acredito que nada do que é
importante se perde verdadeiramente
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei,
todos os amigos que se afastaram,
todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Miguel Sousa Tavares

Desejo um lindo final de semana.
Abraços com carinho.

Jorge dos Santos disse...

que blog elegante. convido a todos para verem meus trabalhos:

http://amaquinadaspalavras.blogspot.com/

abraços

DRACULEA Café Bar disse...

Vimos por este meio convidar os Texto-ais e demais amigos e leitores deste blog para mais uma Noite de Poesia no "D Café Bar". Serão muito bem-vindos, especialmente os que quiserem partilhar connosco um poema, próprio ou alheio, um que seja (se mais não quiserem). Ou simplesmente ouvir. E (con)viver a poesia. Ás Terças, no "D Café Bar": Noite de Poesia. Apareçam.

"D Café Bar", sito na Rua Dr. Rodrigues Davim, n.º 44, Faro.