Aung San Suu Kyi - um poema de Tiago Nené














AUNG SAN SUU KYI
.

montemos o circo. façamos

de conta. deixemos

que o sonho acorde e confesse.

sintamos todo o impacto

de ver as palavras de pele

tomarem forma

e rédea de coisas lúcidas

presas no desejo de um pequeno erro.

o nosso coração

é a nossa cabeça, e para sermos felizes,

ou temos sorte,

ou somos brilhantes.

somos romeu e julieta,

reféns perfeitos

de todos os sonhos.


Tiago Nené

inédito


7 comentários:

Mikas disse...

E porque não?? às vezes temos tão pouco a perder...

Renata de Aragão Lopes disse...

"romeu e julieta,
reféns perfeitos
de todos os sonhos"

Adorei esse arremate!

mariab disse...

excelente. rendida à beleza da poesia, por aqui.
beijos

Gilmara disse...

Ai, Tiago!
que delícia este poema...
obrigada por postar algo
tão belo para que possamos ler.
Eu amei!
Bjos!!

Gil :)

A. Falésio disse...

poema perfeito. simples, profundo, com mensagem política.

Adrielly Soares disse...

AMEI.
Se meus sonhos fizessem confissões, quem os ouvisse não me daria credibilidade. Sonho alto, sempre alto. Se for pra cair que a altura valha à pena.

['ou temos sorte, ou somos brilhantes']

Ju disse...

muito bom.parabéns T.