O papel do leitor na construção do poema






















tenho um novo leitor, é alto, moreno, calvo, olhos vermelho-esverdeados, tem os começos de leitura cercados por um amadurecimento pálido, batendo descontrolado sobre os anos mal vividos. vocês deviam vê-lo, os seus primeiros minutos a sós com o poema são semi-estátuas debruçadas sobre ilusão paciente. dizia-me ele, no outro dia, a propósito já não sei do quê, que acreditava em tudo o que escrevia, excepto na definitividade das coisas ambíguas, falsas tentativas de equilíbrio em poemas que muito devem à verdade. efectivamente reconheço que a poesia nada tem, ou melhor, deve ter, de definitivo, e que ainda há leitores que exigem dos versos, e com toda a legitimidade do mundo, alguma poesia verdadeira. são estes leitores que, no fundo, escrevem, condicionando, limitando, exigindo, extirpando os lados montanhosos do caminho certo, deixando o poeta inspirar(-se) (n)o que resta. todo o aspirante a poeta devia conhecer esta figura que hoje me escreve e profundiza só pelo simples acto de me esculpir o silêncio mais viril, ou tê-la dentro de si.

.

Tiago Nené

11 comentários:

Anónimo disse...

"são semi-estátuas debruçadas sobre ilusão paciente."

tirando essa frase aí em cima, pretensiosa e inútil, até que gosto do poema e sinto o que sentiu (digo eu) quem o escreveu.

canking

Adriana Godoy disse...

" a poesia nada tem, ou melhor, deve ter de definitivo" o texto pode ser resumido nesta frase. Vou ler de novo. Bj

entrelinhas. disse...

que escrita, adorei.
beijo,
sara

Adriano Narciso disse...

'todo o aspirante a poeta devia conhecer esta figura que hoje me escreve e profundiza só pelo simples acto de me esculpir o silêncio mais viril, ou tê-la dentro de si.'

muito bom Tiago!

Anita Mendes disse...

concordo contigo!
a poesia tem essa habilidade que em outos ramos da língua não se pode ultrapassar.Nela tudo é(in)válido,afinal, num poema um ponto de vista é o que chamo de olho caolho:todas ópticas e formas são possíveis quando se tem um olho só.(rs)
Saludos pra ti e bela escrita!
Anita

Germano Xavier disse...

Surpresa boa encontrar vocês em meu blog. Que façamos uma amizade bonita em versos e palavras.

Feliz Páscoa.
Abraço forte.

Continuemos...

€ster disse...

muito belo esse novo leitor, não menos esse blog diferente do comum,

gostei de aqui abarcar,


abs,

Marta disse...

absolutamente rendida!

ao texto e à imagem.

Muito bom!

Toze disse...

Vou tentar conhecer essa figura, leitor, para poder aspirar a qualquer coisa :)

TN disse...

o leitor é sempre prévio ao escritor.
a leitura é uma espécie de filtro imediato logo após o pensamento. antes de tudo lemos tudo o que estamos prestes a escrever.

poder-se-ia sequenciar assim:

pensamento - leitura - poema

On The Rocks disse...

suspense...

abs